13 de abril de 2014

JEMI _ Curtinha. " Ou tu, ou definitivamente tu" 1/2

17 de Setembro de 1954

Meus olhos ardiam, como todo meu corpo. Queria poder estar num outro Mundo, em um Mundo em que minha opnião realmente importa-se. Em que minha voz pudesse ser ouvida. Que as escolhas de meu coração fossem aceites pelos meus pais. 
Mas aquele não era meu Mundo, e se as coisas mudassem amanhã, já não teria importância. Porque amanhã as coisas seriam diferentes. 
Talvez o que pedia intensamente a Deus, não fosse aquilo que estava destinado para mim, provavelmente ele quisesse que me casa-se com Wilmer e me torna-se a Sra. Valderrama. Como meus pais decidiram há alguns meses atrás, quando nada mais em mim podia ser preenchido.
Wilmer não passava de um filhinho de papai patético, vivia protegido pelo poder e dinheiro de seu pai, pensando que assim pudesse fazer o que quisesse, enquanto que ele não passava de uma marioneta de seu pai. Por isso ele estava naquele altar bem diante a mim, olhando-me como se eu fosse a mulher que ele queria que subisse naquele altar. Mas eu não era, porque ele nem casar queria, e nada podia fazer, porque era um cobarde. Tinha colocado em minhas mãos o nosso casamento. Mas ao contrário dele, eu tinha um incentivo maior, eu tinha um homem, o homem que eu queria que estivesse naquele altar. O homem que seria merecedor do meu sorriso mais belo, sorriso que meu pai obrigava-me a dar desde que tínhamos entrado naquela igreja.
 Eu tinha Joseph, e não apenas o facto de não querer casar-me. Eu tinha o homem que amava, que naquele momento devia estar dentro de um autocarro rumo à Nova Iorque começando uma vida que tínhamos planejado juntos.
Devia estar odiando-me, odiando-me como odiava quando nos conhecemos, quando ele apenas via em mim, uma rapariga que só se importava com vestidos caros e em casar com um homem muito rico e que isso a fosse fazer feliz. E eu via um assistente do mecânico da cidade que se armava em playboy.
Porém aquela rapariga que ele via assim, estava ali, naquela igreja com um noivo muito rico aguardando por ela e tudo que ela mais desejava era estar com ele.
Senti meus pés ficarem fixos ao chão e a mão de meu pai a apertar-me forte. 
Meu casamento ia além de ser uma combina entre pais. A vida e o futuro de Joseph dependia de ser ou não Sra. Valderrama. Ele tinha para frente agora, muito mais que eu já o tinha dado, ele tinha além do meu corpo, do meu coração, ele tinha a minha alma.
Não era digna de ter meu rosto coberto por um véu quando minha pureza, já não era minha. Não era digna sequer de ter ouvido os conselhos de minha mãe e minha irmã, de como deveria me comportar em minha lua-de-mel, quando eu chegava a ser muito mais experiente que elas sobre o tema. 
Não poderia jurar o resto dos meus dias ao lado de um homem, que não fosse o que eu queria, o que eu amava, o que eu  carregava um filho no ventre.
- Demetria - voz de Meu pai arrepiou-me até a espinha.
Ele mataria Joe, ele tinha jurado para mim que o faria, e que logo depois mataria o nosso filho, se eu não me casasse hoje com Wilmer, eu sofreria por mais que um coração quebrado.

7 comentários:

  1. Adorei o blog!
    Estou a pensar em entrar nisso de ser a protagonista mas não vou comentar nada já. Vai ser estranho "ver-me nas tuas mãos". Ahah!
    Bjs :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Fico muito feliz por teres adorado :)
      Eu ia adorar, mas devo confessar que seria mesmo muito estranho. É como alguém tentar invadir teus sonhos sem realmente conhecê-los :)
      Beijinhos

      Eliminar
  2. Heeeeeey, leitora nova uhu!! Maravilhoso, adorei tudo no seu blog, desde o design até a forma a qual você escreve. Você é incrivel! Eu também tenho um blog, estou postando minha terceira fanfic chama-se The Same Fears, é Jemi e ALTAMENTE assustadora (brincadeirinha). É uma ótima fanfic, gostou? Quer saber mais? Passa lá, dá uma olhadinha. Não vai se arrepender, prometo!
    Beijosss!!!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Olá querida Clair. Fico feliz por teres gostado. Claro que irei ler, assim que puder verás meu comentário no teu blog. Volte sempre :)

      Eliminar
  3. querida Demetria, estas a vontade para deixar o Wilmer Valderrama no altar para casar com o Jo, sejamos sinceras, o Wilmer combina mais comigo

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Hahahaha, eu também acho ele um bom pedaço.
      Obrigada por comentar

      Eliminar
  4. Olá Erii!
    Não sei o que aconteceu, eu lia o outro blog mas perdi o url porque não tinha seguido :( Não havia a mini aplicação dos seguidores e acabei por não conseguir seguir. Por isso é que não houve mais comentário meu no teu outro blog.
    Gostei do post.
    Continua!
    Vou divulgar o blog no meu próximo post.

    Beijos.

    ResponderEliminar

© Curtinhas , AllRightsReserved.

Designed by ScreenWritersArena