12 de maio de 2014

Erros "4/5"


A água salgada molhava meus pés, enquanto eu olhava para um horizonte demasiado escuro ao longe.
Austin tinhas as suas mãos nos bolsos das calças, provavelmente pensando no que iria dizer. Já que Zac, safou-nos da merda que ele tinha feito a instantes. Mentiroso nato como era foi fácil fazer meu pai acreditar que Austin estava confundindo ele com outra pessoa. Como se isso fosse possível. Estava com Austin quando o conheci, foi Austin que teve a ousadia de apresentar-me a ele. E era Austin que sabia dos meus segredos mais tenebrosos. Ainda bem que Stella não tinha descido com minha mãe, porque ela não era tão estupida quanto meu pai para acreditar naquela mentira.
- O que irás fazer? - cortou o som das ondas.
- Nada, o que poderei fazer? 
- Contar a verdade - respondeu-me
- Se fosse assim tão facil.
- E é! - quase gritou - Ele é um filho da mãe, um merda, que traiu a tua irmã contigo - explicou-me os factos. 
- Sabe Stella, o Zac é o homem que falei mais cedo, só que eu não sabia que vocês estavam juntos, desculpa - disse com todo o sarcasmo que possuia. 
- Ela vai entender - disse - É tua irmã.
- Eu trai-a. 
- Não, quem traiu foi ele, você não sabia - argumentou - Você é tão inocente quanto ela. 
- Tu não entendes - encarei-o.
- O que eu não entendo é porque o estás a proteger? Ele abandonou-te, ele age como se nunca antes viu-te, achas que isso vai mudar quando contares para ele? - segurou meu rosto pelo queixo de modo que não volta-se a desviar o olhar dele. - Se tu não contas, conto eu - ameaçou.
 - Não há nada para se contar - disse-lhe - Nem para ele e nem para a Stella - avisei. 
- Tu não és tão forte, por mais que tentes não vais conseguir seguir teu plano - avisou.
- Londres é um lugar muito longe - informei - E eu consigo tudo que quero. 
- Por isso que é a tua irmã que ele chama de amor. - suas palavras doeram como se ele tivesse esbofateado-me - Seu principe parece que quer uma audiência - avisou.
Desviei o meu olhar para onde ele tinhas seus olhos cheios de fúria depositados.
Apesar de estar a caminhar na nossa direcção sozinho, vi Stella no alpendre com uma taça de vinho, provavelmente, em suas mãos. Ele vinha a pedido dela, Austin estava certo. Ele não queria saber de mim.
- Oi - disse assim que nos alcançou. 
Austin olhou para mim e sorri para ele. Aproximou-se e depositou um beijo em minha testa.
- Vou destrair Stella - avisou-nos, recebendo apenas um olhar de Zac. 
O som das ondas embatendo nas rochas reinaram entre nós. Não tratava-se de uma jogada com o tempo para Austin levar Stella no interior da casa. Mas tratava-se de palavras que não eras capazes de atravessar a garganta. Ou mesmo vergonha diante a tudo que aconteceu naquela noite.
- Não sabia que vocês eram irmãs - avisou - Stella mostrou-me fotos, mas eram antigas, e ela tratou-te sempre por Nessa - explicou. 
Continuei calada, olhando para os meus pés molhados. 
- Desculpa por esta noite - pediu.
- Só por esta? 
- Vanessa... 
- Tu amas ela? 
- Isso pouco interessa agora - esclareceu.
Levantei meu olhar e vi que ele tinha os olhos em mim. Aqueles azuis brilhantes que eu amava. Apesar de tristes, seus olhos ainda eram os mais belos.
- Foi por isso que sumiste, porque a amas? - questionei com os olhos colados aos dele, com apenas alguns centimetros de distância entre nós - É que eu preciso entender, o que mudou?- baxei o olhar para controlar as lágrimas - Você não se importou com ela até ao momento que eu disse que te amava, e isso deixa-me confusa.
- Não me importei porque não foi ela que me fez ir embora - confessou para mim - Por mais que tu queiras, ou que eu queira " isso " - apontou para nós - Não pode existir - informou-me.
- Porquê? 
- Eu preciso casar-me com a tua irmã.
- Tu a amas?
- Não compliques.
- Se tu não me responderes nem comigo e nem com ela tu ficas - ameacei-o. 
- Tu não amas-me, o que tu sentes é uma ilusão de miúda, um encanto, um
sonho - avisou-me - Tu não és capaz de entender o que eu sinto, ou o que devo fazer - continuou - Eu fui embora, por isso, por ti, por causa dessa merda que esta presa aqui - apontou para o seu coração - Eu não posso estar contigo, não por amar a tua irmã, mas por amar-te - confessou.
- Estou grávida Z! 
- Tu estás o quê? 
Agora eu tinha certeza de duas coisas, ou eu era muito azarada ou estava tendo um pesadelo. Porque não é possível tanta coisa ruim acontecer em horas. 
- Posso explicar Stella - Zachary falou tomando o controle da situação, apesar de eu ter certeza que não havia maid nada sobre controle.

_______________________
Olá Meninas.
Mil Desculpas pelo atraso, é que estou de férias e aproveitei para visitar emu irmão now EUA.
Então ainda não me orientei com o tempo.
Beijos Boa Leitura

3 comentários:

  1. gostei do Austin, manda beijinhos ao teu irmão

    ResponderEliminar
  2. Gostei dessa parte!
    Devo admitir que o Austin surpreendeu-me. No início não gostava dele.
    Posta logo!

    Bjs :)

    Bjs :)

    ResponderEliminar
  3. "- Estou grávida, Z"
    Eu sabia!!!! Alguém tinha que acabar grávida, depois de toda essa história de amor!
    Gostei do Austin!

    Estás nos EUA?! Aproveita!

    Posta logo.
    Beijos.

    ResponderEliminar

© Curtinhas , AllRightsReserved.

Designed by ScreenWritersArena